sábado, 2 de fevereiro de 2013

LUXÚRIA DE SOMBRAS.

Obra de Eve Ventrue
Artista Alemã Contemporânea.

Eis-me na madrugada-noite, noite-madrugada.
Não sei para onde pendem os ponteiros nessa cor clara que se alarga
Seduzida pelos acordes da música triste 
Enquanto fumo mais um cigarro, jurado de morte adiada
Sempre adiada para o dia seguinte.

A desperdiçada ternura, sem comparsa, esgota em si mesma
A filosofia que pinça nos fios nervosos dessa mulher esticada
Seu ego em sombras, anjos e satãs vazios de sexo, de caminho.
Assustadora percepção arrasta minha memória numa avalanche
-Eu fragmentada-

Incapaz senhora de, nessa luxúria de passado
Recompor sua virtude de asas, e com as penas metálicas da Phoenix
Que repousa em pó no alabastro da cômoda
Alçar aos céus no voo em chamas
Uma mulher despudorada.
Tela de John Jude Palencar - (Nasc.1957)
Pintor e Ilustrador Americano.


Teresinha Oliveira.

Nenhum comentário: