domingo, 22 de maio de 2011

VIDA DESAFINADA.

Tudo está bem !
Conforme sempre esteve...
Como nunca esteve bem de verdade.

Ainda no mesmo ritmo
Os dias desfilam
Sua banda desafinada

Com esperança do destino
De repente, encontrar um jeito
Da canção harmonizar.

Tela de Alex Lashkevich - Pintor Russo
Teresinha Oliveira.

2 comentários:

Ana SS disse...

Um desatino.

Ana Cecília disse...

A roda da vida 'vezenquando' emperra... Bah, não creio em destinos, e sim, como bem lembrou a Ana aí em cima, em desAtinos. Mas a esperança é mesmo uma droga alucinógena, como diz R. Alves.