terça-feira, 15 de março de 2011

AZUL MANHÃ DE ABRIL.

 Me perdoe por hora a dor
Por deixá-la assim pequenina
Cá dentro de mim guardada, tão leve
Que qualquer passarinho nas asas carrega.
.
Mas a vida brotou azul
Feliz, de luz bordada
 Riso e alegria insaciável
Ao sol, nessa manhã de abril.
.

Tela de Lowell Herrero
Pintor e Ilustrador Americano Contemporâneo.

Teresinha Oliveira.

5 comentários:

Andressa disse...

que liiiiiiiiiiiindo!
como me sinto exatamente agora.

Teresinha Oliveira disse...

Alicia, e ainda estamos em março. Espere abril chegar...Beijos.

Ana Cecília disse...

As minhas não são pra passarinho, não. Papo de tiranossauro-rex. kkkk

Carina B. disse...

Venha logo, passarinho! :)

Adorei!

Elem Rosa disse...

Nasci numa manhã de abril...
Vou ler você no dia 11 para me celebrar!