quinta-feira, 31 de março de 2011

POR AÍ...

Subi serras, desci morro
Pisei areia, asfalto, lama
Andei na beira d'água
Entrei em buraco fundo.
Caverna vasculhei, subi árvore
Transgredi planaltos e planícies.
Mergulhei em plissadas ondas
De rio, mar e piscina, e nelas só não me afoguei
Porque viver na borda sempre foi destino.
Me banhei em cachoeira fria
No chuveiro lavei dos pés o pó.
Corri, pouco, confesso agora
Que correr não é meu chão.
Descansei em rede, em cama.
Grama não, porque formiga morde
E coceira logo não desgruda.
Passei perfume que disso gosto.
Pintei unha, mas quase nunca
Tenho preguiça e gasta tempo
Tempo que não tenho já que em livro uso
Dá mais prazer e extensão.
Penteei cabelos muito curtos
Desde menina cortados, quase menino
Tentei ficar bonita o mais que pude.
Usei carro, ônibus, avião
Avião sacoleja o medo, mas vai rápido.
Em selva jamais entrei
Que cobra assusta qualquer alma
E veneno, não só dói, mata
E morrer não está nos planos.
Não de tanto buscar um amor novo
Que pelo jeito, parvo, bem se escondeu..
.
Tela de Tamara de Lempicka - (1898/1980) - Pintora Polonesa.

Terê Oliva
http://tereoliva.blogspot.com.br

7 comentários:

Ana SS disse...

É...a morte não está nos planos. Ela os mataria.

{Mari Gondim} disse...

Fiquei com um nó na garganta. Sabe? Aquele nó que se alimenta das palavras, que as leva não sei para onde.
Qualquer coisa que eu diga agora não será suficiente. Então, eu me calo.

Moni. disse...

Terezinha, sua leonina querida!!!

Não fica com raiva de mim não, tá? Quase tudo não é nada daquilo, às vezes mais que aquilo, enfim... São experimentações.

Eu também me encontro e me desencontro em cada um deles, inclusive no meu.

Amo a todos e a cada um. Detesto idem.

rsrsrsrs

Beijos e ótimo fim de semana...

MOni

Andradarte disse...

Na busca do amor.....que belo poema.
Adorei
Beijo

Teresinha Oliveira disse...

Ana- Sempre inteligente e suscinta.
Aquele pouquinho que tudo diz. Eu que gasto tanta palavra, sinto até inveja.
Mari- Você se mostra muito sensível.Que bom te ter por aqui.
Moni- Gargalhadas RSRSRS Experimente mesmo! É isso que dá prazer à vida. Existem outros horóscopos na rede: Chinês, cigano,
egípcio, das flores...Divirta-se, e a nós também.
Andradarte- Que bom, meu querido. Volte sempre.

Andressa disse...

Fico com o comentário da Ana...
E que bom ver uma pintura polonesa por aqui.

AFRICA EM POESIA disse...

Um beijo e o meu deserto


DESERTO

Vou caminhando pelo deserto
Ando e ando e é só areia...
Areia, areia e nada mais...
Estou cansada...
Os meu lábios estão secos...
Muito secos...
E eu no meio do deserto...
Só te queria ter...
Para beijares os meus lábios...
E me tirar a sede...
E espero-te para acalmar...
A minha ânsia....
A minha sede...
E o meu desejo...
Desejo louco de te ter...
De te poder tocar...
E finalmente ser feliz...

LILI LARANJO