sexta-feira, 23 de setembro de 2011

FESTA JUNINA & BINGO.

Ninguém consegue escapar de Festa Junina. Nem que seja umazinha apenas: na rua onde se mora, no colégio de filho, na audiência carinhosa para aplaudir neto dançando errado e chorando por não querer dançar, e em tantas outras opções que fica difícil fugir do convite. 
Por não desejar passar imagem de chato e melindrar os festeiros, você coloca o bom-senso no bolso, um chapéu de palha na cabeça e vai, já sabendo em primeiro lugar que vai passar fome, por não gostar desses pratos típicos da roça.
Bolo de fubá, paçoca, batata doce e mais outros tantos cobrem as mesas, e a D. Mariazinha que fez os quitutes com maior apuro não aceita que você não experimente. -"O doce de abóbora tá uma delícia, moça". Acontece que você detesta abóbora, mas ela não aceita o argumento e insiste.
Depois, mas não menos importante, vem a música.  Alguém aguenta ouvir as mesmas músicas que se repetem por décadas, no volume mais alto que a caixa de som alcança sem explodir, a noite inteira? 
Rezo para que falte energia elétrica, que desabe um temporal, que a madrugada logo chegue, mas qual! Tudo se dá na mais perfeita ordem.
Mas o pior, verdadeira tortura, é o bingo. Não sei quem inventou que em Festa Junina que se preze tem que ter bingo. Jogo não é contra a lei? Não lemos nos jornais diariamente que a polícia fecha as casas de bingo e até prende os apostadores?
Pois é...Não prenderam a loura de voz estridente, que quase rachava meus tímpanos ao começar o dito já dando bronca em todo mundo. "Cadê as canetas? Eu avisei que era para trazer caneta!"
E distribui cartela, e paga, e pega troco, e se pede caneta emprestada, e alguém dá ideia de marcar com caroço de milho- "Quem tem? Quem tem?" - E a criança berra com a mãe porque também que jogar, "mas você ainda não aprendeu os números." -"Mas eu quero, eu quero, eu quero." E abre a bocarra, e dá soco na mesa espalhando milho p'rá todo lado.
Crianças modernas são assim, só conjugam verbo no Imperativo.
Para meu maior suplício, arranjam um micronone sem fio para a loura. Aí sim, ela incorpora o Faustão. Até a lua se arrepia quando ela berra avisando o início do sorteio das pedras.
Uma boa ideia, 51! Quem disse que beber cachaça é uma boa ideia? Só o gênio publicitário que criou esse slogan. Deveriam contratá-lo para fazer uma campanha contra o alcoolismo e o jogo.
33, a idade de Cristo! Até Jesus empedraram.
22, dois patinhos na lagoa! Esses patos já devem estar velhos decrépitos, mas parecem ter encontrado a fonte da eterna juventude. Estão sempre ali, dentro do saco; e enchendo o nosso.
69, uma noite de amor! Ops, essa é nova. Será que escutei direito? Pornografia em Festa Junina? Cheia de criancinhas? As espertas que conheço prontamente perguntariam- "porque?" - Pobres pais. Isso não dá para explicar.
A banda numérica seguiu por suas avenidas monótonas até que um cara de pastel, felicíssimo, levantou-se exibindo a cartela como troféu e correu em busca do seu prêmio. Um conjunto com três cabides. Bem-feito!
Os prêmios, se perfilavam solenes como soldados bem treinados sob a revista do capitão, em prateleiras de madeira, esperando os vencedores.
O Bingo continuou, interminável.-"Já saiu o 35?"- Sei lá.  Estou aqui num esforço de cortesia, com fome, dor de cabeça e mau-humor.-"Acho que comi môsca". Tomara, penso eu. Tá melhor do que eu, que desisti do caldo verde salgado como o cão, da sopa de ervilha aguada e dos primorosos quitutes da Dona Mariazinha, para quem ninguém contou, apesar da propaganda e auto promoção, ser ela péssima cozinheira.
O último e melhor prêmio foi ovacionado pelos participantes. Um liquidificador.
Começou tudo de novo. Os patinhos, a cachaça, os amantes afoitos, o sujeito comendo a môsca, a caneta que não escreve, um sobrinho marcando a cartela  que paguei mas não quis jogar, a loura já rouca se esgoelando no microfone sem fio, 05, 86, 92...
Ganhei o liquidificador.


Tela de Papa Stéfanos - (1948)
Pintor Grego radicado no Brasil

Teresinha Oliveira.





  

2 comentários:

Maria disse...

Adorei o texto, eu já me sinto "velhota" para festas Juninas, gosto mais de tranquilidade, tanta agitação e rebuliço não é já para mim.
Beijinhos
Maria

Maria disse...

Amiga passei para desejar um excelente fim de semana
Beijinhos
Maria