segunda-feira, 19 de setembro de 2011

VERBO QUERER.

Querido.
Querido do verbo querer.
Não sei se de ligação
Porque há muito, menina travessa
Da escola pulei muros
Para na esquina escondido namorar.

Gosto do querer
Mais do que outro qualquer
Nessa Língua com tantos
Até pelos defectivos atrapalhada.
É mais sensível o querer
Do que o próprio amar
Porque nem tudo que se ama
Se quer de verdade.
- Confusões do amor-
Às vezes nem se quer
Ou se quer deixar de querer
Apesar de se amar.
Na certeza do amar
A incerteza do querer.
Tênue linha
Que as conjugações enreda
E os sentimentos mal definem
Para passos seguros
Nas trilhas de delirante confusão.


Tela de Alexander Max Koester - (1864/1932)
Pintor Alemão.

Teresinha Oliveira.


Um comentário:

Malu disse...

Imagens e palavras em perfeita sincronia! Adorei o questionamento.
Não tinha atinado para esta questão, ainda!
Abraços