domingo, 18 de dezembro de 2011

ATRÁS DO ESPELHO.

Todos já leram
Porque mesmo o pior dos poeta já contou
Com seus versos de rimas pobres, sem ritmo
-Na profundidade da gota d'água-
Que dentro de cada um de nós
Existe a criança que um dia se foi.

Se desapareceu na sucessão das estações  
Se ninguém dela sabe, nem mesmo de relance viu
Talvez esteja embaçada no espelho
Do outro lado, buliçosa rindo
Das marcas que o tempo deixou no rosto
Daquele que a festa da vida perdeu.


Tela de Yuri Krotov
Pintor Russo.

Teresinha Oliveira.


Nenhum comentário: