quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

JARDINS PÚBLICOS.


Tela de Jasek Yerba - (1952)
Pintor Polonês

Perambulo minha solidão
Pelos jardins públicos do Rio
Entre mendigos, gente feia, gente bonita
Grama seca, flor quase nenhuma.

Estátua de soldado sem espada, 
Triste me olha.
Vendedores ambulantes oferecem bugigangas
Sob o sol, quarenta graus de verão.

Passarinho corre e logo se vai.
Sentar no banco para pensar não arrisco
Com medo de ladrão que atrás de árvore brota
Geração espontânea nessa cidade tão linda.

Guardo minha solidão
Para em sonhos, perambular por Paris.


Tela de Giuseppe Mariotti
Pintor Italiano



Teresinha Oliveira.




Nenhum comentário: