quarta-feira, 20 de julho de 2011

CALIGRAFIA

Minhas letras buscam o poema que não vem.
Bordo-as com prazer
 Por saber deslizá-las com arte.
Mas a caligrafia não ecoa o som dos teus passos
Que se perderam no grafite antes de me encontrar.

Tela de Henry Lejeune - (1818/1904)
Pintor Inglês.

Teresinha Oliveira.


Um comentário:

Andressa disse...

O poema vem no abraço, também.
Feliz dia do amigo, querida!

Deixo este vídeo:
http://www.youtube.com/watch?v=FivYnpImLKk&feature=player_embedded