domingo, 7 de agosto de 2011

ANJO DE LOUÇA

A pequena caneca com poeminha de anjo
Onde bebo café bem quente
Me sorri na mesa de domingo
E conduz aos céus uma ingênua prece:
"Anjo de Deus, meu zeloso guardador
Iluminai-me, protegei-me, amém."
Não sou mais criança, há muito não sou
Mas anjinho de louça, pintado entre estrelas
Também por mim velai.
Outra vez, amém.

Tela de Eleanor Fortescue Brickdale - (1872/1945)
Pintora Inglesa.

Terê Oliva
http://tereoliva.blogspot.com.br


Um comentário:

Andressa disse...

Mas anjinho de louça, pintado entre estrelas
Também por mim velai.

Você é demais hein.