terça-feira, 2 de agosto de 2011

FLORESTA VIRGEM.

Não sei quem sou
Como não sei quem é ninguém.
Sou uma floresta virgem
Que não se desvenda.

Nua, mas inteira
Em troncos emaranhados.
Seios gravetos que nada compõem
Além do próprio ninho.

Tela de Jean Basile Perrault - (1832/1908)
Pintor Francês

Teresinha Oliveira.

Nenhum comentário: